Ovos de galinhas felizes | Direitos dos animais | Blog BCooker's
BCooker'sum Blog saído da Caixa
20 novembro 2017

Ovos de galinhas felizes

Na cozinha

Ovos de galinhas felizes

Temos a certeza que assim que terminar de ler este artigo, nunca mais levará para casa ovos sem antes saber se as galinhas que os puseram, eram felizes. As diferenças vão muito para além do sabor dos ovos...

 

Mas afinal o que são "galinhas felizes"?

Galinhas felizes vivem em condições semelhantes às do seu habitat natural, ou seja, ao ar livre, em condições que respeitam todas as normas de bem estar animal e com acesso a uma alimentação à base de produtos naturais.

 

O bilhete de identidade do ovo: se começa pelos números 2 ou 3, evite!

Sabia que as letras e números impressos na casca do ovo indicam a qualidade de vida do animal que o produziu? Desde 2004 que, na União Europeia, é possível aceder a este código que nos indica o modo como as galinhas foram criadas, qual o país de origem e qual a zona de exploração.

Produção de ovos e direitos dos animais

A informação sobre o modo de criação está expressa em categorias que vão do zero ao três. À medida que o número aumenta, o grau de felicidade diminui exponencialmente. Isto significa que:

  • Código 0 - as galinhas foram criadas em modo de produção biológico e, como tal, cumprem requisitos no que respeita ao bem-estar dos animais, à qualidade da alimentação ou ao impacto ambiental dos resíduos. A sua alimentação provém maioritariamente da agricultura biológica (não contém, por exemplo, organismos geneticamente modicados) e têm ao seu dispor dois tipos de instalações: ao ar livre, num espaço com uma densidade mínima de 4 m2 por animal e um espaço interior, onde podem pernoitar ou se abrigar.
  • Código 1 - as galinhas foram criadas ao ar livre, nas mesmas condições que no código 0, em que expressam o seu comportamento normal em harmonia com o meio ambiente, porém sem acesso a uma alimentação biológica.
  • Código 2 - as galinhas foram criadas no solo, num extenso galinheiro com uma densidade de 9 galinhas por m2 (um espaço 40 vezes inferior ao aplicado nos dois códigos anteriores), sem possibilidade de saírem para o exterior. Os seus bicos são cortados para evitar ataques a outras galinhas, atos de canibalismo ou de automutilação, uma vez que vivem em condições de stress.
  • Código 3 - as galinhas que lhes deram origem foram criadas em gaiolas numa dimensão com pouco mais que uma folha A4 por animal. Têm restrições severas de movimento que não lhes permite sequer bater as asas, e porque isto lhes causa stress os seus bicos são cortados para não se auto-mutilarem. Para além disso são expostas a iluminação artificial para criar a ilusão de que há mais horas de sol e logo, se tornarem mais produtivas. São os ovos mais baratos, menos saudáveis e, infelizmente, mais comuns.

 

Consumo responsável em Portugal

Em Portugal, duas cadeias de supermercados (Lidl e Intermarché) decidiram abolir a comercialização de ovos de galinhas criadas em gaiolas, marcando assim o início de uma mudança que só é possível se, enquanto consumidores, fizermos escolhas responsáveis e conscientes.

É esta a nossa filosofia, por isso, se não formos nós a entregar os seus ovos, consulte sempre o código impresso na embalagem e nos ovos e, pela sua saúde e respeito ao bem-estar dos animais, evite os que comecem pelos números 2 ou 3.

Fontes: ANAPO | Sapo Lyfestyle | Revista Visão

Não perca tempo.
Não perca tempo.
Receba os ingredientes em casa.
  • Os ingredientes mais frescos
  • Receitas originais criadas para si
  • Um serviço de entrega à porta

Só falta mesmo o seu toque de chef.

Madeira Região Madeira Portugal 2020 UE EasyPay