Dicas para comer Chuchu | Blog Bcooker's
BCooker'sum Blog saído da Caixa
13 agosto 2017

Pimpinela: o legume que é 'bom para chuchu'

Na cozinha

Pimpinela: o legume que é 'bom para chuchu'

Não é por acaso que no Brasil utilizam a expressão "é bom para chuchu" quando querem qualificar algo de muito bom. Este legume que, na verdade, e tal como o tomate, é um fruto, apesar de ser pouco atraente e acusado de não ter sabor, tem imensas qualidades nutricionais e deve fazer parte das nossas refeições, não como ator secundário, mas sim como ator principal.

O chuchu, ou pimpinela como também é conhecido, apresenta uma variedade de tamanhos, formas e cores: os frutos podem ser arredondados ou em forma de pera; a casca pode ser lisa ou com espinhos; a cor pode ser branca, verde clara ou verde escura. Tem ainda a particularidade de tudo nele ser comestível: os frutos, as sementes, as folhas, as pontas dos ramos e até as raízes. Com o chuchu não há desperdício!

 

Pobre em aspeto mas rico em nutrientes

Sem cheiro, sem gosto e com uma forma "exótica" pouco atrativa, ninguém diria que o chuchu tem uma elevada qualidade nutricional, com benefícios indiscutíveis para a nossa saúde.

 

O que precisa saber para consumir e gostar de chuchu

 

Saiba escolher o melhor chuchu

  • A cor: quanto mais verde é a casca, melhor é o chuchu. Quando está amarelado, o mais provável é que esteja demasiado maduro.
  • O brilho: quando a casca está muito opaca indica que o fruto ainda está verde para ser consumido.
  • O tamanho: quanto maior, mais desagradável é o sabor.
  • Em resumo: escolha os chuchu pequenos, verde-escuros e com brilho (sem manchas ou toques).

 

Dicas para descascar chuchu sem manchar as mãos

Ninguém gosta de descascar chuchu! Ou são os picos na casca que incomodam, ou então é a goma que liberta que nos mancha as mãos. Para que tal não aconteça, deixamos aqui algumas dicas de como descascar chuchu, sem ter que utilizar luvas:

  1. Descascar sob água corrente.
  2. Untar as mãos com óleo de cozinha antes de o descascar para que a goma não adira à pele.
  3. Cortar o chuchu a meio e esfregar uma metade na outra. Vai libertar uma espuma (da goma) que deve ser lavada. O processo deve ser repetido até deixar de haver espuma.
  4. Esta 4ª dica, apesar de ser tão óbvia, é provável que nunca lhe tenha ocorrido: descascar apenas quando estiver cozido.

 

Antes de congelar é preciso escaldar. Saiba como conservar chuchu:

  • Em temperatura ambiente: podem ser mantidos 3 a 5 dias após serem colhidos. Depois deste tempo começam a murchar.
  • No frigorífico: aguentam 6 a 8 dias desde que embalados em sacos de plástico. Se já estiverem descascados e cortados, conservam-se até 3 dias.
  • No congelador: pode manter durante 8 meses. No entanto, para que não perca nutrientes, não pode ser congelado cru. Deve ser descascado, cortado e escaldado entre 1 a 2 minutos para que permita conservar as caraterísticas originais como cor, sabor e textura.

 

Receitas com chuchu:

 

Fontes: Serbiotrendies.com | Hortas.info | Greenme.com 

Não perca tempo.
Não perca tempo.
Receba os ingredientes em casa.
  • Os ingredientes mais frescos
  • Receitas originais criadas para si
  • Um serviço de entrega à porta

Só falta mesmo o seu toque de chef.

Madeira Região Madeira Portugal 2020 UE EasyPay