Quinoa: um alimento completo | Blog BCooker's
BCooker'sum Blog saído da Caixa
19 janeiro 2018

Sabe qual é o mais completo alimento de origem vegetal?

Na cozinha

Sabe qual é o mais completo alimento de origem vegetal?

Se reconheceu o grão da fotografia é porque já consumiu o "grano oro" (grão de ouro) também conhecido por "grano madre" (mãe de todos os cereais). Falamos daquele que é considerado o maior presente dos Andes para o Mundo: a quinoa.

Não foi por acaso que 2013 foi considerando pela FAO - Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação, o Ano Internacional da Quinoa. Este "superalimento", produzido há milhares de anos nos Andes foi considerado pela ONU "o mais completo alimento de origem vegetal para consumo humano", com inúmeras propriedades benéficas para a nossa saúde.

 

Popular entre vegetarianos, celíacos e diabéticos

A quinoa é parecida com um cereal porém é bem mais interessante nutricionalmente. Para além de ser rica em ácidos gordos essenciais (ómega 6), cálcio, ferro e fibras, não tem glúten (e é, por isso, indicada para doentes celíacos), tem um baixo teor de gordura, um baixo índice glicémico (é digerida de forma mais lenta pelo nosso organismo, sendo indicada para diabéticos) e é rica em proteína vegetal (muito importante para complementar a dieta de quem não come proteína animal).

 

Quinoa em grão

Existe quinoa com diferentes cores de grão que variam entre o branco, o castanho, o vermelho e o preto. Nutricionalmente não têm grandes diferenças, mas no sabor quanto mais claro for mais suave é. Em grão, a quinoa pode ser consumida da mesma forma que o bulgur, o cuscuz ou o arroz. Tem no entanto alguns passos que se recomenda seguir:

  1. A quinoa deve sempre ser muito bem lavada antes de ser cozinhada. O mais indicado é colocá-la numa peneira ou coador de rede fina e passar cerca de 2 ou 3 minutos em água corrente por forma a remover a saponina, um revestimento amargo existente nos grãos para proteção natural contra os insetos.
  2. Deve cozer no dobro da água (duas medidas de água para uma de quinoa), por cerca de 15 minutos, em lume brando. É importante que a quinoa não coza demasiado, para não ficar mole. Para ter a certeza que a quinoa está cozida basta observar se os grãos já estão translúcidos e se libertaram um fio branco na extremidade.
  3. Depois de cozida, é importante escorrer a quinoa para retirar o excesso de água, mesmo que seja pouco. Fará diferença entre ter os grãos colados (consistência mole) ou soltos.
  4. Ainda na panela, e antes de servir, dever-se-á soltar os grãos com um garfo.
  5. A quinoa crua que não for utilizada deve ser guardada num local seco e fresco, que não esteja exposto à luz solar.

 

Quinoa em flocos

Os flocos de quinoa são um excelente substituto da aveia. Em papas são muito rápidos de confeccionar: basta ferver o líquido escolhido (leite vegetal, leite, água ou outro) adicionar os flocos de quinoa, deixar descansar cerca de 1 ou 2 minutos, mexer e está pronto a consumir. Podem ainda ser consumidos crus com iogurte, fruta, sumos, sobremesas, adicionados a sopas ou servirem como espessantes para engrossar molhos.

 

Quinoa em farinha

Esta é a forma mais tradicional de consumir quinoa: torrada e depois transformada numa nutritiva farinha perfeita para confecionar pão, massas, bolachas e bolos. É muito fácil de fazer farinha de quinoa em casa: basta torrar os grãos, colocar num processador até ficarem em pó e conservar num frasco hermeticamente fechado, armazenado num local seco. Devido à presença da saponina, que confere um sabor amargo à quinoa, o ideal é utilizar esta farinha misturada com outras de sabor menos intenso.

 

Fontes: BBC Good Food | Reader's Digest | Quinoa Quality | Revista Jardins | Quinoa Portuguesa

Não perca tempo.
Não perca tempo.
BCook ou BCook Express
  • Receitas saudáveis e equilibradas
  • Confeção rápida e simples
  • Entregue à sua porta

Só falta mesmo escolher.

Madeira Região Madeira Portugal 2020 UE EasyPay