Manteiga de amendoim | Blog BCooker's
BCooker'sum Blog saído da Caixa
16 agosto 2018

Manteiga de amendoim

Na saúde

Manteiga de amendoim

As manteigas de frutos oleaginosos fazem, cada vez mais, parte da alimentação dos portugueses e nós explicamos porquê.

Qual a manteiga mais saudável?

A partir dos anos 50, a procura de lacticínios, sobretudo da manteiga, aumentou tanto que os produtores viram-se forçados a alterar o ciclo natural de produção de leite, começando por reduzir as áreas de pasto necessárias para alimentar uma vaca de 750 kg, substituindo-as pela pecuária industrial (animais alimentados com milho, soja e trigo).

A quantidade de ómegas 3 e 6 no nosso organismo, dois ácidos gordos com funções importantes no nosso corpo e considerados essenciais porque o nosso corpo não é capaz de os produzir, está relacionada com os alimentos que consumimos e, também, com a alimentação das vacas e outros animais que consumimos. Quando estes são alimentados com erva, o leite e seus derivados estão perfeitamente equilibrados em ómega 3 e ómega 6 (equilíbrio de 1 para 1). Se comerem milho, soja e trigo, o desequilíbrio chega a ser de 1 para 40.

Para que se atinja o equilíbrio fisiológico é necessário que haja um equilíbrio entre estes dois ácidos gordos que competem entre si: o ómega 6 ajuda a armazenar gordura e estimula a produção de células gordas desde o nascimento, promovendo a sua robustez. Promove também a inflamação, ao contrário do ómega 3 que a reduz, sendo por isso um excelente anti-inflamatório.

As manteigas de frutos oleaginosos, para além de serem uma excelente fonte de micronutrientes (vitaminas e minerais), são também uma excelente fonte de fibra e de ácidos gordos ómega 3. 

 

Benefícios da manteiga de amendoim

Uma das manteigas de oleaginosas mais utilizadas é a manteiga de amendoim que, para além de ser bastante versátil, é muito rica do ponto de vista nutricional:

  • fonte de proteína, gordura e fibra que promovem e prolongam o efeito de saciedade, fator muito importante no controlo de peso.
  • fonte, também, de resveratrol, um polifenol com propriedades antioxidantes, muito benéficas ao organismo, sobretudo na prevenção da formação de radicais livres, que promovem o envelhecimento precoce.
  • contém magnésio e potássio, fundamentais para a manutenção e recuperação da função muscular. É por isso tão recomendada a desportistas, para além de ser, também, uma boa fonte de energia.
  • contém triptofano, um aminoácido que favorece a produção de serotonina, hormona importante na diminuição do stress.
  • estudos indicam, também, um efeito benéfico da manteiga de amendoim na prevenção do cancro, pela sua capacidade de inibição de proliferação de células tumorais.

Na escolha da manteiga de amendoim devemos privilegiar as que não contém açúcares adicionados e óleo vegetal.

 

Como comer manteiga de amendoim?

A manteiga de amendoim pode ser consumida ao pequeno-almoço ou como snack, antes do treino por exemplo. Vai bem com: queijo quark, maçã (de preferência verde), cenoura em palitos, pão integral (de preferência de fermentação natural), em panquecas ou em bowls de iogurte com granola. Paro os mais arrojados (como a BCook) sugerimos adicionar a manteiga de amendoim a pratos principais que contenham por exemplo zoodles (de curgete) ou noodles de nabo. No entanto, o  seu consumo deve ser moderado já que quase 50% da sua constituição é gordura, o que lhe confere um elevado teor de gordura.

Por Tânia Barbosa, Nutricionista da BCook

Não perca tempo.
Não perca tempo.
Receba os ingredientes em casa.
  • Os ingredientes mais frescos
  • Receitas originais criadas para si
  • Um serviço de entrega à porta

Só falta mesmo o seu toque de chef.

Madeira Região Madeira Portugal 2020 UE EasyPay